Home / Metais / Usinagem furação

Usinagem furação

A usinagem furação é um processo bastante comum no ramo da usinaria, e é bem curioso que muitas pessoas não entendam como ele funciona e como é necessário.

É o tipo de serviço fundamental de se ter no dia a dia daqueles que desenvolvem trabalhos nessa área, então é muito importante se entender mais a respeito dele.

Assim sendo, a seguir vamos explicar melhor como acontece a usinagem furação, para que você compreenda mais sobre esse tipo de serviço e suas possibilidades. Vem conferir.

Saiba mais sobre a usinagem furação

A usinagem furação é um dos processos mais utilizados no mundo da usinaria. Isso porque as peças fabricadas para uso industrial precisam de um ou de mais furos para existirem.

De modo geral, esses furos são cilíndricos ou cônicos, feitos por uma furadeira ou até por fresas que são colocadas nas brocas. Além disso, muitas vezes ferramentas de corte que tenham o funcionamento baseado na rotação da broca ou da peça furada.

Nesses casos, a broca que mais se utiliza é a helicoidal, que funciona muito bem para furar metais. Claro que existem outros tipos, como as brocas chatas ou de três pontas, mas raramente elas são usadas na usinagem.

Além disso, é bem comum que se faça uso de alargadores, com o objetivo de alargar ou até melhorar o acabamento dos furos em questão, o que vai ajudar ainda mais nesse tipo de processo.

Como ocorre o processo de usinagem furação?

O processo de usinagem furação é um tanto quanto complexo e envolve a realização de várias etapas, mas uma vez que ele é terminado tudo funciona como tem que funcionar. Veja a seguir cada uma das etapas em questão:

  • O primeiro processo é a furação em cheio, na qual se faz um furo em uma superfície maciça, e depois se tira todo o material de dentro do furo, que costuma ter forma de cavaco;

  • O segundo processo é furação com pré-furação, onde se faz um furo bem menor que serve como guia, para depois se fazer um furo maior, que terá o tamanho do furo final;

  • O terceiro processo é a furação escalonada, onde se fazem furos com seções nas peças, e esses furos costumam ter diâmetros distintos. Nesse caso se usa uma broca especial, que permite que se consigam distintos diâmetros;

  • O quarto processo é a trepanação, quando se tira o material da área de fora do diâmetro feito, e nesse caso o núcleo permanecesse maciço. É algo que se faz de modo geral quando o diâmetro é bem grande e o núcleo muito maciço, e isso vai se destacar na peça. É o caso dos furos passantes, por exemplo. Outra opção é usar a operação de sangramento com um torno mecânico nesses casos específicos;

  • O quinto processo é a furação profunda, que é quando se faz um furo de profundidade grande, que será até cinco vezes maior do que o diâmetro do furo em questão. Isso de modo geral se faz com a furação em cheio ou com a trepanação, se os diâmetros envolvidos forem muito grandes.

No caso da primeira opção dá para se fazer usando brocas helicoidais maciças, ou ainda com brocas especiais, que tenham pastilhas de corte que sejam trocáveis com quebra cavaco, ou ainda sistemas de ejeção de cavacos ou de lubrificação de furo;

Como você pode ver a usinagem furação é um serviço bastante utilizado e muito útil no dia a dia, por uma série de motivos. Se você quer contar com quem saiba fazê-lo melhor não deixe de conhecer a Braniva! Clique aqui e descubra uma das maiores empresas de usinagem do país!

 

 

 

About Admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *